sexta-feira, 29 de maio de 2015

MARKETING PESSOAL: "A PRIMEIRA IMPRESSÃO É A QUE FICA"

(Texto enviado pelo Representante Beta EQ, Jocirlei Felicio Barbosa)

Em um cenário mutável e competitivo onde o aumento de recém-formados e profissionais que procuram um espaço no mercado de trabalho é cada vez maior, possuir um currículo impecável deixou de ser fator primordial. Afinal, o que faz de você ser diferente de outro profissional? Qual é o seu talento? Como as pessoas te veem? O que você tem a oferecer para as empresas? Um exemplo de “cartão de visita” são as redes sociais. Elas são um “leque” de dados com todos os tipos de pessoas de diferentes culturas e regiões.

A utilização das redes sociais crescem cada vez mais e com isso algumas organizações passaram a analisar seus candidatos por meio dessas ferramentas. A exposição desses candidatos é um ponto de partida ou não para as futuras contratações. Em 2014 uma pesquisa realizada pela CareerBuilder Índia, 68% dos recrutadores já desistiram de uma contratação após encontrarem pontos negativos nas publicações dos candidatos em redes sociais.  Além disso, 59% dos empregadores estão usando Facebook, Twitter, Instagram além do LinkedIn para pesquisar sobre os candidatos, enquanto outros 33% estão planejando utilizar estes recursos em breve. Outro dado relevante levantado pela pesquisa diz respeito ao uso de sites de busca para encontrar profissionais. Cerca de 75% dos recrutadores disseram já ter utilizado o Google para buscar candidatos.
Nesse contexto, como você avalia o seu perfil pessoal e profissional? Como as suas publicações podem transmitir uma imagem positiva ou negativa sobre você? Lógico que seu comportamento, suas atitudes ou suas ideias vão além de redes sociais. O convívio com outras pessoas e o seu relacionamento para com elas dizem muito sobre você. Para Tom Coelho – palestrante, educador e escritor com artigos publicados em 17 países – marketing pessoal consiste na “ação de assumir seu papel no mundo com base em seu planejamento pessoal”; portanto, esse conjunto de fatores faz com que você se destaque perante aos outros, ou em outras palavras, a sua marca, sua identidade, a importância de cuidar da sua imagem pessoal e sobre como vender bem a sua imagem profissional é como ela influencia a forma como as outras pessoas olham para quem a utiliza.
Abaixo algumas dicas enfatizadas por especialistas de como aprimorar seu marketing pessoal dentro e fora da empresa:

·         Comunicar-se bem: não significa falar muito, mas falar o suficiente para que os outros entendam o que você está dizendo. Em muitas ocasiões, o processo de comunicação tem dois sentidos, e por isso também é muito importante saber ouvir;
·         Postura profissional de acordo com a ocasião: saber ser sério quando a situação exige seriedade. É importante saber se comportar em um contexto profissional, agindo de acordo com a sua função e dentro da expectativa dos seus superiores;
·         Trabalhar em equipe e administrar conflitos: mesmo que você tenha mais habilidades em determinadas atividades, colabore para o desenvolvimento de seus colegas de trabalho.
·         Cuidados com a imagem: adaptar a forma de se vestir de acordo com o contexto em que está inserido.
·         Criatividade e inovação: mostrar disponibilidade e sugerir ideias que contribuem para resolução de problemas. Isto pode acontecer no contexto do trabalho ou pessoal, sabendo como ajudar amigos quando eles precisam;
·         Humildade: não se considerar melhor que os outros e não tentar promover a sua imagem de uma forma agressiva e forçada perante outros. Quem faz isso, passa a imagem de arrogância e acaba prejudicando o seu marketing pessoal.
·         Estilo: Construa sua marca própria. Defina qual é o seu posicionamento. Viva bem e crie seu próprio estilo pessoal.


Lembre-se que o marketing pessoal está integrado com a naturalidade e não pelo comportamento artificial. Seja autêntico em todas as situações. É essencial sua postura ética, bom senso, responsabilidade, respeito, maturidade, otimismo, empatia, integridade, persistência, paciência, etc. O mercado está cheio de pessoas capacitadas e qualificadas, mas o que as empresas procuram são profissionais que fazem a diferença. Então: FAÇA A DIFERENÇA!

Saiba mais em:
 “Marketing Pessoal construindo sua Marca” – Tom Coelho:

“Seu Marketing Pessoal” – Reinaldo Passadori: https://www.youtube.com/watch?v=8h2XwKiD-Bg

Nenhum comentário:

Postar um comentário