sábado, 14 de fevereiro de 2015

MERCADO DE TRABALHO NO AMAPÁ PARA ENGENHEIROS QUÍMICOS

(Texto enviado pelo Trainee Beta EQ e estudante da UEAP, Michell Cardoso)

O Amapá é umas das 27 unidades federativas do Brasil. Está situado a nordeste da Região Norte, no escudo das Guianas. Tendo o município de Macapá como capital. É um dos mais novos estados do país, sendo também o segundo estado brasileiro que mais possui áreas protegidas em seu território. 


Dos 14,3 milhões de hectares que o estado possui, 72% são destinados a unidades de conservação e terras indígenas (10,5 milhões de hectares). São dezenove Unidades de Conservação que perfazem cerca de 9,29 milhões de hectares, tornando-o o único estado da federação a destinar um percentual tão significativo de suas terras para a preservação.

O Amapá sempre chamou a atenção com suas belezas naturais e pontos turísticos, como o Monumento Marco Zero (Linha do Equador) e a Fortaleza de São José de Macapá, conforme as imagens abaixo, respectivamente:



A questão ambiental ainda é uma das grandes dificuldades para o aparecimento de indústrias na região, juntamente com outros fatores, o que de certa forma, não contribui para um mercado de trabalho tão amplo para o engenheiro químico. Porém este cenário carente de oportunidades vem sendo sanado ao longo do tempo, já que começaram a aparecer investimentos em diversas áreas que permeiam o mundo da Engenharia Química, como: a futura exploração de petróleo na região costeira do Amapá e concursos públicos voltados para o curso (recentemente o MPU – Ministério Público da União está ofertando vagas para a Área de Perícia: Engenharia Química).

Um comentário: