quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

ENERGIA SUSTENTÁVEL - CÉLULAS A COMBUSTÍVEL - VOCÊ SE INTERESSARIA PELA ÁREA?

(Texto enviado pela Trainee Beta EQ e estudante da UFRRJ, Samantha Caram)

Você já deve ter ouvido falar muitas vezes sobre a substituição do carro a gasolina por um carro elétrico. O Brasil exerce destacada atuação política nos fóruns internacionais sobre esse tema, e já existem alguns carros com essa tecnologia, além de ter a grande oportunidade de ser a maior potência mundial desta Nova Era de Energia Limpa por ter grandes reservas de gás natural (fontes de hidrogênio). 


As células a combustível, são, em princípio, baterias, que convertem energia química em elétrica e térmica, de funcionamento contínuo (diferindo assim de baterias comuns), que produzem corrente contínua pela combustão eletroquímica a frio de um combustível, geralmente o hidrogênio. Neste caso, convertem o hidrogênio e o oxigênio em eletricidade, tendo como resíduo final a água, além de ter a eficiência entre 50 e 63% para a produção de eletricidade, compensando os investimentos em energia para a obtenção do hidrogênio a partir do etanol, biogás, biodiesel, gás natural, eletrolise da água, dentre outras fontes.

O mundo está se movendo em direção a um futuro de energia sustentável. Sendo assim, o hidrogênio pode revolucionar a forma como a energia é utilizada e distribuída hoje em dia, considerado o “combustível perfeito”, já que não polui e oferece a humanidade uma fonte inesgotável de energia renovável.  Seu reconhecimento reflete-se assim em pesados investimentos mundiais, especificamente na América do Norte (EUA e Canadá), Europa (representada por cerca de 20 países) e a Ásia (Japão, China e Coréia).

O Programa Brasileiro de Hidrogênio e Sistemas Células a Combustível (inicialmente denominado PROCAC) foi elaborado em 2002 pelo MCT, com a participação de universidades, centros de pesquisa e empresas brasileiras com o objetivo de promover ações integradas e cooperadas, que viabilizem o desenvolvimento nacional da tecnologia de hidrogênio e de sistemas célula a combustível, habilitando o país a se tornar um produtor internacionalmente competitivo nesta área. 

video

Se você se interessou pela área, temos pelo Brasil instituições de pós-graduação, que são:

Universidade Federal de Minas Gerais – (http://www.qui.ufmg.br/pg/)
IQSC – Instituito de Química de São Carlos - (http://spgr.iqsc.usp.br/), além de pós, possuem uma linha de pesquisa apenas para a área.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul - http://www.iq.ufrgs.br/

Se você deseja trabalhar na área, as principais empresas que investem na área são:
CEMIG – Companhia Energética de Minas Gerais
CLAMPER Indústria e Comércio LTDA
INT – Instituto Nacional de Tecnologia
ABVE – Associação Brasileira do Veículo Elétrico

Além disso, temos os centros de pesquisas, caso lhe interesse:
CEPEL – Centro de Pesquisas de Energia Elétrica
CGEE – Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, supervisionada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT)
Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen)
CDTN – Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear

Fontes: 

Programa Brasileiro de Células a Combustível (http://www.finep.gov.br/fundos_setoriais/ct_energ/documentos/ct-energ01prog_cel_combustivel.pdf)
http://ecen.com/eee66/eee66p/hidrogenio_e_celulas_a_combustivel.htm
http://www.brasilh2.com.br/brh2-tecnologiacac.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário