quinta-feira, 31 de julho de 2014

EXAMES INTERNACIONAIS DE PROFICIÊNCIA: QUAL ESCOLHER?

(Texto enviado pelo Representante Beta EQ e estudante da UFRuralRJ, Alan Hugo Azevedo)

Está pensando em fazer um teste de proficiência para um intercâmbio, viajar ou apenas para atestar seus conhecimentos? Já sabe qual deles irá fazer ou como escolher os critérios para fazê-lo?


Existem vários tipos diferentes de certificações e exames de inglês e às vezes fica um pouco difícil saber qual deles fazer ou qual é o ideal para você. Alguns são mais populares nos Estados Unidos, enquanto outros são mais conhecidos na Europa. E ainda existem outros que valem para a vida toda! Os principais exames de inglês são o TOEFL,  IELTS e o Cambridge (FCE, CAE e CPE). Sem dúvidas, fazer um curso de preparação para teste de inglês é a via mais rápida para obter um certificado com ótimo resultado, ainda mais se você está pensando em investir na carreira ou formação no exterior.

Os exames de Cambridge sem dúvida alguma são os certificados de proficiência na língua inglesa mais reconhecidos do mundo. E cuidado, muitas escolas (justamente por não conseguirem ser centro aplicador de Cambridge) mentem dizendo que os certificados de Cambridge são aceitos ou reconhecidos somente na Europa.

Ledo engano, não é qualquer escola de idioma que consegue ser centro aplicador, justamente porque (infelizmente) a grande maioria destas escolas não preza exatamente o método/ensino. Estas possuem um perfil mais comercial e preocupam-se mais em vender livros e tratar o aluno como números.

Os certificados e exames de Cambridge são apontados como os mais completos do mundo e são muito valorizados tanto para entrevistas de emprego, universidade ou empresas públicas. Principalmente se você pretende morar fora ou trabalhar em uma multinacional.

São mais de 12.000 empresas que reconhecem os certificados de Cambridge (IBM, Volvo, Adidas, Deloitte, SAP, Itaú). Além de algumas das melhores universidades do país (ESPM, FGV, UNICAMP, UNESP, PUC, etc.) e até empresas públicas (Sabesp, Embratur, Caixa, Petrobras).

Outro grande diferencial dos certificados de Cambridge é que o exame é vitalício, ou seja, não há data de expiração.

Outro mito que infelizmente é “divulgado” por escolas não tão sérias,  é que os exames de Cambridge analisam somente o inglês britânico. Sinceramente é um absurdo ainda existirem escolas que separam ou divulgam o ensino de inglês britânico ou americano como algo distinto. Afinal, será que quando você viajar ou morar fora (a trabalho ou não) você escolherá com quem conversar? Inglês ou americano? Será que nunca irá deparar-se com um indiano, chinês ou francês falando inglês?

Uma escola de idioma séria ensina para seus alunos a falar/escrever/pensar em inglês, se virar no mundo. Isto é, aprender o inglês mundial.

Suspeite de escolas que vendem “inglês separado”, britânico ou americano. Escolas sérias não trabalham assim.

No Centro Britânico Idiomas, por exemplo, trabalha com o “inglês mundial”. O “Britânico” da escola deve-se somente ao fato do fundador da marca ser inglês. Mas o que é ensinado para o aluno é o inglês mundial, tanto o britânico como o americano. “Sinceramente não entendo porque existem escolas que ainda insistem nesta fórmula de ensinar inglês britânico ou americano separadamente. Isto não existe no mundo real, o aluno precisa aprender a falar inglês com qualquer tipo de pessoa ou nacionalidade. Somos centro aplicador de Cambridge e preparamos para todos os outros exames, TOEIC, TOEFL, o IELTS, etc.” comenta Fernando Barreiros – Centro Britânico Tucuruvi.

E a grande vantagem de escolher uma escola de idioma que seja centro aplicador de Cambridge é justamente ter um método aprovado por eles. E com isto a garantia que terá um ensino focado na proficiência da língua. Somente isto pode garantir que realmente o ensino é bom, o resto? Puro marketing e discurso de vendas.

A Universidade de Cambridge celebrou em 2013  o centenário dos certificados de proficiência em inglês mais reconhecidos do mundo.

Após um século, um número superior a 13 mil instituições, empresas e órgãos governamentais reconhecem os certificados Cambridge English como garantia de evidência de proficiência no idioma. Todos os anos cerca de quatro milhões de candidatos prestam os exames em mais de 135 países. O Brasil, que em 2012 passou a ser considerado prioritário pela Universidade, dispõe de 70 instituições autorizadas.

Os exames aplicados avaliam as habilidades reais de comunicação que os candidatos precisam para o bom desempenho nos campos corporativo e acadêmico. Os testes abrangem diferentes níveis de conhecimento de inglês, diversas faixas etárias e estão alinhados ao Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (CEFR), elaborado pela ALTE (Associação de instituições examinadoras de idiomas da Europa), da qual a Universidade de Cambridge é um dos membros fundadores. Divididos em exercícios de produção oral, compreensão auditiva, de texto e redação, os exames são completos e comprovam com eficácia a habilidade do solicitante em relação ao idioma.

Portanto, ao escolher uma escola séria de idiomas, opte por uma que tenha o método aprovado pela Universidade de Cambridge (a garantia que realmente você aprenderá a falar/escrever/pensar em inglês). Mesmo que você não tenha interesse em prestar exames de proficiência, já estará preparado para o mesmo caso um dia deseje.

Referência:
http://www.auladeinglesondequiser.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário