quarta-feira, 4 de junho de 2014

SOCIEDADE IGUALITÁRIA?

(Texto enviado pelo Representante Beta EQ Diogo Prado)

Será mesmo que nós temos uma sociedade verdadeiramente justa, correta, que preze pela valorização dos princípios morais e pelo respeito às diferenças? Sejam elas religiosas, culturais, políticas, étnicas, de orientação sexual ou de qualquer natureza?

Vejamos: há poucas semanas, eclodiu um movimento “modinha” por todo o país retratado pelo slogan “Somos todos macacos”. Foi uma manifestação de apoio ao jogador brasileiro Daniel Alves, em direção ao qual foi arremessada uma banana por um torcedor espanhol.  Imediatamente, milhares de cidadãos apareceram em fotos e vídeos segurando uma banana. Ok, um gesto de que todos se mostraram contra a discriminação em razão da cor da pele sofrida pelo atleta. Bela demonstração!

Na contramão disso, temos esta mesma sociedade que usa da palavra “sapatão” como forma de depreciação da nossa ilustre presidenta da República. Que existam favoráveis e opositores à sua gestão, que haja críticas ao seu modo de conduzir o Brasil constitui o direito de qualquer um. Agora, criticar simplesmente por criticar, e mais, achar que está desqualificando a personalidade de nossa mandatária ao pôr em dúvida sua opção sexual é um absurdo. Isso sem falar na infinidade de depoimentos que ouvimos relacionando o fato de ela ser mulher a uma possível má administração pública. São características que nada implicam em seu desempenho, e chega a ser absurdo ter de dizer isso, pois já era para ser imperante que isso sequer passasse pelas nossas mentes.

Enfim, que nós, futuros engenheiros químicos, tenhamos noção de que somos e seremos exemplos a ser seguidos. Serviremos de inspiração para muitos jovens e com certeza para outros cidadãos. Disseminemos os verdadeiros valores que nos foram passados e repassemos através de atos e atitudes que ratifiquem nossa mentalidade, pois uma ação sempre surtirá mais efeito do que qualquer texto! Mãos à obra na construção de uma sociedade mais honesta e igualitária! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário