sexta-feira, 9 de maio de 2014

VIDA UNIVERSITÁRIA EM EQ: DESAFIOS E OPORTUNIDADES

“A última prova fácil que você fez foi o ENEM/Vestibular”. Essa frase é frequente nos corredores de Engenharia. E na Engenharia Química não é diferente. Um curso de ‘teóricos’ 5 anos conta com cálculos, fenômenos de transporte, reatores e muitas outras disciplinas de tirar o sono.


Ainda assim, mesmo com esse ritmo insano de estudo, é necessário a um universitário ter vida social. Manter um hobby, sair com os amigos, ter uma ‘hora bar’ (Saiba mais em: www.goo.gl/ABXfO) ajuda a manter a sanidade durante os anos de estudo, além de trazer outros benefícios.

E será que a vida universitária se resume a isso? Ficar somente nesse ciclo vicioso até a tão esperada chegada do período de estágio/formatura?

Se você quer realmente aproveitar este período para também desenvolver habilidades pessoais há diversas oportunidades aí onde você está! A lista abaixo traz alguns projetos para te ajudar nisso:
  •    Centro Acadêmico: É uma chance de se envolver profundamente com seu curso, ajudando no desenvolvimento e crescimento dele;
  •     Semana Acadêmica: Organizar um evento de sucesso requer atenção em vários detalhes e ao mesmo tempo uma visão geral. É um desafio interessante;
  •    Empresa Júnior: Abordar uma empresa e buscar uma solução para algum problema durante a graduação?!  Um desafio que instiga várias habilidades;
  •   Iniciação Científica: Buscar conhecimentos novos e o desenvolvimento científico e tecnológico. Uma atividade prática que não pode faltar;
  •    Voluntariado: Ações visando o bem estar do próximo que traz benefícios também para quem faz. Um diferencial não só no currículo, mas na vida;
  •     Congressos: Networking, festas, palestras, cursos, visitas técnicas... tudo que você pode imaginar em um evento só. Sem dúvida um diferencial de EQ!;
  •   BetaEQ: Oportunidade de escrever sobre EQ, compartilhar conhecimentos e oportunidades. Um projeto de integração nacional.

Diversos outros também existem (AIChE, PET, Engenheiros sem Fronteiras, Projeto Rondon, ...).

E como equilibrar tudo isso e o curso de EQ? Este é um desafio, mas também uma oportunidade! Escolha aquele(s) que te interessa(m) mais e busque desenvolver habilidades que te faltam, aprender o máximo e fazer o seu melhor.

Para finalizar, deixando a ‘impessoalidade jornalística’ de lado, gostaria de falar rapidamente da minha experiência aqui na UTFPR Ponta Grossa.

Participei de diversos projetos desses listados e aprendi uma coisa: quanto mais fazemos por nosso curso e pelas outras pessoas, mais nos desenvolvemos. Faça da sua vida universitária algo especial, aproveite as oportunidades e encare os desafios. Se envolva!


“Tell me and I forget. Teach me and I remember. Involve me and I learn.” Benjamin Franklin.

Nenhum comentário:

Postar um comentário