segunda-feira, 5 de maio de 2014

SALÁRIO MÉDIO DE UM ENGENHEIRO QUÍMICO

Nós Brasileiros passamos em média nove anos no ensino fundamental, três no ensino médio e, no caso das engenharias, cinco anos na graduação; sem contar pós-graduações, especializações e estágio são nada menos que dezessete anos de sonhos, expectativas e muita luta até que chega  a hora de escolher, ou ser escolhido, pelo primeiro emprego, é a hora de sabermos não só se valeu à pena tanto esforço, mas também se toda aquela história de que graduados (e engenheiros químicos) ganham um “mar de dinheiro” é mesmo verdade.


            Hoje o piso salarial de engenheiros químicos no Brasil é de R$ 4.344,00 (para seis horas diárias), esse valor é o mínimo que um EQ deve receber todo o mês quando exercido tal cargo e é regulamentado pelo CREA (Conselho regional de engenharia e arquitetura). E onde fica o “mar de dinheiro” prometido durante toda a vida acadêmica? Bem, o número de engenheiros químicos no Brasil não supera a demanda que só aumenta, por ano cerca de 1.300 alunos saem da faculdade com um diploma nas mãos, isso aliado à alta procura por profissionais de excelência leva às empresas a pagarem em média R$ 4,5 mil para engenheiros juniores , R$ 7 mil para intermediários e no auge (após dez anos de experiência) R$ 10 mil. Podendo aumentar com adicionais como periculosidade (30%), prontidão (20%), adicional noturno (25%), mais benefícios como alimentação e plano de saúde, ou seja, quase dezoito mil reais por mês para uma jornada de seis horas diárias, podendo aumentar no caso de oito horas diárias de trabalho e horas extras.

            Se você ainda acha pouco e pretende procurar melhores remunerações em outros países, saiba que o Brasil é o quarto país com a melhor remuneração do mundo! Ficando atrás apenas dos EUA, Taiwan e Reino Unido.


            Agora deu até ânimo para ir à aula daquela matéria complicada e aquele professor que às vezes fala “grego”.

Referências:

Sindicato do químicos e engenheiros químicos do estado do Rio de Janeiro (http://sqeqrj.org/);
Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) / Ministério da Educação  (MEC), dados de 2010;
Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea); 

Catho Online; 


Créditos gráfico:

Créditos imagem:

2 comentários:

  1. R$ 4,5 mil para engenheiros sêniores ? Acho que é para engenheiro Jr issaê :)

    ResponderExcluir