terça-feira, 6 de maio de 2014

A INFLUÊNCIA DA SIMULTANEIDADE DA TEORIA E PRÁTICA NA ENGENHARIA QUÍMICA

Como estudantes de engenharia, estamos sendo preparados para enfrentar problemas e resolvê-los, mas de certa forma, a metodologia na qual a teoria e prática nos são passadas, não desenvolve esta habilidade em solucionar problemas.


Ao ingressar na graduação, uma das maiores expectativas do estudante de Engenharia Química é associar os conteúdos futuramente aprendidos, à prática. No entanto, ao decorrer do curso, percebemos uma desconexão entre essas duas vertentes do ensino. Disciplinas teórica e experimental, de mesmo conteúdo, ofertadas simultaneamente no período não favorecem a aplicação do que se foi aprendido.

Desta forma, as aulas práticas acabam sendo uma mera reprodução do que consta no roteiro e não uma aplicação do que foi ofertado na teoria, o que nos deixa, muitas vezes, presos a um único processo que é fundamentado no conteúdo aprendido. De fato, isso prejudica a associação de conteúdos com a nossa vida cotidiana, como por exemplo, um simples chá de saquinho ser identificado como um equilíbrio sólido líquido, que aprendemos em Termodinâmica.

Uma alternativa a isso seria a reorganização das disciplinas ofertadas, primeiramente seríamos preparados com a teoria e no semestre posterior, aplicaríamos todo o conteúdo nas aulas de laboratórios, não só com a repetição dos mesmos experimentos, mas também com a inserção de processos cotidianos nessas aulas, afim de que todo o conhecimento seja realmente incorporado. Cabe também aos professores fazerem essa conexão entre a teoria e prática, seja usando dados obtidos nos laboratórios como exercícios em sala de aula, ou realizando visitas técnicas para que haja maior vivência com a aplicabilidade do conhecimento no campo de trabalho.

2 comentários:

  1. Muito boa a postagem, essa desconexão entre teoria e prática que encontramos na grande maioria dos cursos de EQ no Brasil é responsável por muitas desistências do curso, uma reformulação da grade para tal melhoria seria um ótimo tema a ser discutido entre professores e estudantes em futuros congressos!

    ResponderExcluir