quinta-feira, 8 de maio de 2014

A EVOLUÇÃO E PENSAMENTO DO UNIVERSITÁRIO NO CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA

Entrar na universidade certamente é o sonho de muito jovem, porém, sair do colégio e ingressar na faculdade representa um período delicado de mudanças e essa adaptação pode não ser fácil. Muitas vezes, faltam informações aos jovens e a quem lida com eles para melhor enfrentar os desafios e/ou amenizar o impacto das dificuldades na transição colégio e ingressar na faculdade, pois representa um período delicado de mudanças.


Acredita-se que a procura pelo curso de Engenharia Química, nos últimos cinco anos, aumentou significativamente, devido ao grande investimento do mercado de trabalho nesse profissional e em suas áreas atuantes, entre elas: o pré-sal e incentivo para desenvolvimento e uso de energias renováveis.

Segundo a Universitária, Stephanie Aguiar do 1º período da UFRRJ, “apesar da insegurança – o que é normal ao se iniciar algo novo – Entrar na universidade me aproxima do tão sonhado “futuro”. O crescimento pessoal e profissional através do que eu realmente gosto está bem mais palpável.”

Apesar do alto o índice de procura, evasão dos cursos de engenharia química é grande. Estudos apontam que o jovem tem como prioridade o mercado de trabalho e como ele precisa escolher a profissão muito novo, fica com medo de se frustrar.  Com o decorrer do curso irão aparecendo matérias específicas com foco na área de atuação desse profissional, despertando assim um madurecimento do público universitário.

Para o estudante, Tales Botelho do 5º período da UESC, “a importância da Engenharia Química ultrapassa os limites que eu imaginava. Muito voltada para a inovação do mercado, ela me permite perceber que o desenvolvimento aliado à sustentabilidade implica no processo de sobrevivência das sociedades”.

É essencial o amadurecimento pessoal de cada estudante em todas as dimensões: profissional, cultural e humana. A universidade tendo como principal objetivo ajudar a fixar metas, acompanhando a sua execução e enriquecer a visão que cada um tem de si com conselhos objetivos e práticos, focados no bem de cada um.


Em formação, o universitário Maycon Silva do 10º período, tem uma visão muito mais ampla da Engenharia Química em relação ao início do curso. “A Engenharia Química está presente em várias áreas de forma forte e atuante no desenvolvimento de novas tecnologias, aplicação de conhecimento para a maximização da produção e minimização de gastos, claro, sempre aliado ao meio ambiente. Com o decorrer do curso e os conhecimentos adquiridos, nota-se a como os diversos temas tratados na formação se completam. Essa interdisciplinaridade é um dos muitos motivos que faz o profissional de Engenharia Química ser tão versátil e atuante em diversas áreas.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário