quarta-feira, 16 de abril de 2014

ATIVIDADES QUE INTEGRAM VOCÊ AO MUNDO

As Atividades Complementares correspondem, em algumas universidades, a um componente curricular que o aluno deve desenvolver no decorrer de sua graduação. Executadas de forma aberta e flexível, essas atividades têm como principal proposta estimular a prática de estudos independentes, interação com a sociedade, desenvolvimento de projetos sociais, dentre outras atividades extracurriculares disponibilizadas pela universidade ou por empresas parceiras, visando ao aumento da autonomia profissional e intelectual dos alunos.


Uma das áreas das atividades extracurriculares mais esquecidas são os cursos que possuem o intuito de interagir estudantes e profissionais com deficientes, sejam eles portadores de qualquer deficiência. Das inúmeras universidades espalhadas pelo o Brasil e mundo, a maioria delas, oferecem cursos como de Libras, leitura e escrita em braile, dentre outros.


O mundo hoje está focado em sustentabilidade e também na acessibilidade. A acessibilidade se resume no intuito de deixar todos os caminhos livres, acessíveis, para aqueles que por alguma deficiência requerem um pouco mais de atenção se sintam sem nenhuma dificuldade de realizar atividades cotidianas. O profissional que possui uma versatilidade em seu meio de trabalho, como a capacidade de se comunicar com um deficiente visual, e até mesmo um deficiente auditivo, se destaca dentre seus concorrentes ou até mesmo dentre seus companheiros de trabalho.
.

Primeiro antes de escolher seu curso ou fazer sua inscrição em algum projeto social de inclusão, você deve saber o que terá de desenvolver ou aprender na sua determinada escolha. Um curso de libras, por exemplo, você irá aprender a se comunicar através da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS).


A Língua Brasileira de Sinas é usada pela comunidade de surdos no Brasil e já foi reconhecida pela Lei, ou seja, é uma língua oficial, tal como nossa língua falada. O Brasil possui 5,7 milhões de pessoas com deficiência auditiva ou surdez. Segundo o IBGE no senso 2000, 24,5 milhões de brasileiros apresentam algum tipo de deficiência, sendo 14,5% da população total. Dentre eles, 4,6 milhões possuem deficiência auditiva e 1,1 milhão são surdas, totalizando aproximadamente 5,7 milhões de pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário